© Sara Ferreira / “Simulacro”, de Carminda Soares e Margarida Montenÿ / Palcos Instáveis

Simulacro
Carminda Soares e Margarida Montenÿ
Palcos Instáveis Segunda Casa / Coprodução com o Teatro Municipal do Porto

“Simulacro” é um exercício de intimidade, repetição e resistência.

Dois corpos em ação contínua exploram os limites da sua proximidade através da natureza degenerativa do gesto. Cria-se um espaço difuso entre o real e o encenado, entre o público e o privado, potenciando-se estados de vulnerabilidade, expectativa e tensão. “Simulacro” parte de um conjunto de ações e gestos presentes no quotidiano das duas intérpretes, atravessado por fragmentos de memórias partilhadas, num exercício lento de transformação dos corpos e das suas pulsões.

 

Carminda Soares é bailarina e criadora. Trabalhou com Victor Hugo Pontes, Eduardo Torroja, Sarah Friedland, Ballet Contemporâneo do Norte, Catarina Miranda, Marianela Boán, Gonçalo Lamas, entre outros. Como criadora destaca “Simulacro” em parceria com Margarida Montenÿ, o seu projeto a solo “Light On Light” e “It’s a long yesterday”, criado em parceria com Maria R. Soares.

 

Margarida Montenÿ trabalha na área do circo e das artes performativas. Destaca o projeto “Simulacro” criado em parceria com Carminda Soares e ”Por um Fio” com Daniel Seabra para a Companhia Erva Daninha. Trabalhou profissionalmente com Miguel Pereira, Cláudia Nóvoa, Liliana Garcia, Teatro Musgo, Circo Caótico, Grandpa’s Lab, entre outros.

Dança, M/6 – 45 min

Neste espetáculo são utilizadas luzes strobe, que podem afetar pessoas suscetíveis à epilepsia fotossensível ou com outros tipos de fotossensibilidades.

 

Próximas datas:

18 mai / Centro Cultural Macedo de Cavaleiros

 

Datas anteriores:

2 nov 2023 / Teatro Aveirense

13 jun 2023 / Theatro Circo, Braga

11 jun 2022 / Teatro Campo Alegre

Conceção e Interpretação: Margarida Montenÿ e Carminda Soares

Composição musical: Antonio Marotta

Desenho de luz: Out Cube – João Monteiro

Assistência de iluminação: Ricardo Pinto e Francisco Monteiro

Apoio dramatúrgico: Catarina Miranda

Coprodução: Instável – Centro Coreográfico e Teatro Municipal do Porto; Teatro das Figuras

Apoio à criação: FICHA TRIPLA | PRODUÇÃO D’FUSÃO

Apoio à residência: Theatro Circo, no âmbito da parceria com a Instável – Centro Coreográfico; Colecção B; CRL – Central Elétrica; Casa Municipal da Cultura de Seia; Centro Cultural do Cartaxo; TUP -Teatro Universitário do Porto; Campus Paulo Cunha e Silva

Apoios financeiros: Fundação GDA; Campus Paulo Cunha e Silva; Theatro Circo, no âmbito da parceria com a Instável – Centro Coreográfico; República Portuguesa – Ministério da Cultura