© Simão do Vale Africano / “HIDE TO SEEK”, de Júlio Cerdeira

HIDE TO SEEK
Júlio Cerdeira
Palcos Instáveis / Coprodução com o Teatro Municipal do Porto

HIDE TO SEEK pretende pensar a máscara na sua dimensão dual: na cristalização de uma expressão, estado de espírito ou identidade, mas também, na possibilidade de anulação do “eu” para o surgimento de alteridade no corpo. Num jogo tenso e infantil de escondidas do corpo (hide and seek), este redefine-se a cada gesto, deixando-se ocupar pela transformação da expressão imposta, criando um diálogo entre forma estanque e forma alterável. Diz-se comumente que a máscara permite “esconder para revelar”, em HIDE TO SEEK transferem-se as imposições da máscara para o corpo e do corpo para a máscara.

Júlio Cerdeira é intérprete e criador nas áreas da dança, da performance e do teatro. Em 2015, formou-se em Teatro pela Universidade do Minho e em 2018 concluiu os seus estudos de investigação em artes no Mestrado em Artes Cénicas da ESMAE, especialização em Direção Artística e Interpretação. Em 2019, co-fundou a BANQUETE, uma estrutura que desenvolve trabalho na área da investigação e criação em artes performativas: teatro, dança e música. Neste momento, é doutorando em Arte Contemporânea no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra. Como intérprete e criador, colaborou com: Né Barros, Elisabete Magalhães, Rogério Nuno Costa, Sandro William Junqueira Festival DDD, Ballet Contemporâneo do Norte, Family Film Project, P.Porto Fórum, Zet Gallery, Hosek Contemporary (Berlim), Centro de Arte Oliva, Festival TRÊSPÊ, entre outros.

Dança, M12 – 45 min

31 mai e 1 jun / Café Teatro do TCA

Direção Artística e Coreografia: Júlio Cerdeira 

Interpretação: 2 intérpretes selecionados por audição

Música: Miguel De

Desenho de Luz: Pedro Abreu

Apoio à Produção e Comunicação: BANQUETE – Associação de Investigação e Criação em Artes Performativas

Coprodução: Instável – Centro Coreográfico e Teatro Municipal do Porto